Governador do MS comemora alta cobertura vacinal no Estado: ‘Estrutura e diálogo com municípios’

Reinaldo Azambuja explicou que foi criada uma lógica para distribuição e aplicação das doses, além de um incentivo financeiro para as cidades

  • Por Jovem Pan
  • 26/07/2021 10h09 - Atualizado em 26/07/2021 20h26
Victor Chileno/ALMSSobre as perspectivas para 2022, Reinaldo Azambuja afirmou que o PSDB, seu partido, tem quatro "ótimos candidatos" inscritos para as prévias

O governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, atribuiu o excelente número vacinados no Estado à lógica na distribuição das doses, aplicação delas e incentivo financeiro aos municípios. Por lá, a cada quatro adultos, três já estão vacinados. O Mato Grosso do Sul tem, hoje, a maior cobertura vacinal do país — 34% das pessoas já receberam as duas doses da vacina (ou a dose única da Janssen) e 73% já receberam pelo menos uma dose. “O diálogo foi fundamental, porque Estado não tem lógica de aplicação local, quem faz isso é o município. Criar essa estrutura e diálogo foi fundamental para avançar”, destacou. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, Azambuja afirmou que é visível que esse avanço impactou os números da pandemia.

“Vejo isso claramente, diminuiu os casos. Quanto mais ampliou a primeira e a segunda dose na população, diminuiu a gravidade dos casos. Não tenho dúvidas de que a vacina é o antídoto mais importante neste momento.” O governador afirmou que tem conversado com o Ministério da Saúde para analisar a escala de entrega de vacinas projetada e a expectativa é que todos os maiores de 18 anos estejam vacinados até o fim de agosto. O avanço da imunização permitiu que o Estado programasse o retorno das aulas para o dia 2 de agosto, tendo como termômetro o protocolo por bandeiras elaborado com a Organização Pan-Americana de Saúde. Sobre as perspectivas para 2022, Reinaldo Azambuja afirmou que o PSDB, seu partido, tem quatro “ótimos candidatos” inscritos para as prévias e que isso oxigena o debate interno.