Governadores se reúnem nesta segunda-feira para discutir crise institucional

Ao menos 24 representantes estaduais devem participar do encontro virtual; João Doria manifesta apoio ao ministro Alexandre de Moraes, alvo de pedido de impeachment

  • Por Jovem Pan
  • 23/08/2021 07h45 - Atualizado em 23/08/2021 11h22
LECO VIANA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO - 20/08/2021Governador de São Paulo manifestou apoio a Moraes e também aos demais ministros do STF

Ao menos 24 governadores vão se reunir nesta segunda-feira, 23, para tratar da crise institucional no país, que coloca de um lado o poder Executivo e do outro o poder Judiciário. Em passagem pelo Rio de Janeiro, o governador de São Paulo, João Doria, afirmou que “a democracia brasileira nunca esteve tão ameaçada desde o golpe militar de 1964”. O encontro vai ser virtual, com o maior número de representantes estaduais desde 2019. A principal pauta do encontro é a crise entre os poderes, que se intensificou na última sexta-feira, 20, com o pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Apenas três governadores ainda não confirmaram presença no encontro. No entanto, Doria espera conseguir convencê-los de participar da reunião virtual. O governador de São Paulo manifestou apoio a Moraes e também aos demais ministros do STF, que são, segundo ele, os guardiões da democracia e da Constituição brasileira. “O Supremo, hoje, é a nossa garantia constitucional. A Suprema Corte é um agente garantidor da democracia no Brasil. Temos que proteger o STF”, disse. Doria participou de um encontro no Rio para as prévias do PSDB, marcadas para novembro. O evento foi marcado por aglomerações. Atualmente, o Rio de Janeiro é o epicentro da variante Delta no país.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga