Guedes fala nesta quarta-feira em comissão da reforma tributária

A alíquota de 12% do novo tributo sobre o novo tributo deve ser tema de dúvidas na audiência

  • Por Jovem Pan
  • 05/08/2020 06h12 - Atualizado em 05/08/2020 08h01
MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOEm etapas posteriores, o governo deve enviar propostas como a mudança nas regras do Imposto de Renda, com aumento da base de contribuição e redução da alíquota máxima

O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa nesta quarta-feira, 05, de audiência na comissão mista do Congresso que analisa a reforma tributária. Por videoconferência, ele vai responder a questionamentos de deputados e senadores sobre a primeira e as próximas fases da proposta do governo. Até o momento, o ministro entregou um texto unificando o PIS e o Cofins. A alíquota de 12% do novo tributo sobre o novo tributo, que gerou reclamações nos setores de bens e serviços, deve ser tema de dúvidas dos membros da comissão.

Em etapas posteriores, o governo deve enviar propostas como a mudança nas regras do Imposto de Renda, com aumento da base de contribuição e redução da alíquota máxima, e a recriação de um imposto nos moldes da CPMF. Também é esperada uma redução do Imposto de Renda sobre Pessoas Jurídicas. Também há a expectativa de que parlamentares, sobretudo de oposição, questionem o ministro também sobre outros assuntos, como imposto sobre heranças, lucros e dividendos e sobre grandes fortunas. Para o vice-presidente da comissão mista, deputado Hildo Rocha (MDB), a expectativa é que a audiência sirva para Paulo Guedes esclarecer pontos já colocados pela equipe econômica.

*Com informações do repórter Levy Guimarães