Índia detecta variantes brasileira e sul-africana do coronavírus e amplia testagem

Com o diagnóstico, o país avalia exigir testes do tipo RT-PCR para viajantes que chegarem do Brasil e da África do Sul, assim como já acontece com aqueles que chegam do Reino Unido

  • Por Jovem Pan
  • 17/02/2021 05h57
SUAMY BEYDOUN/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOA nova cepa da África do Sul foi registrada em quatro pessoas no mês passado, enquanto a de Manaus em apenas um paciente neste mês

A Índia detectou as variantes brasileira e sul-africana do novo coronavírus no país. A partir de agora, pessoas que retornam desses países podem ser testadas de forma mais agressiva. Segundo as autoridades indianas, a nova cepa sul-africana foi registrada em quatro pessoas no mês passado e a brasileira em uma pessoa neste mês. A gestão afirma que elas podem infectar mais facilmente do que a mutação britânica. O governo indiano avalia exigir testes do tipo RT-PCR para todas as pessoas que chegarem do Brasil e da África do Sul, assim como está sendo com aqueles que chegam do Reino Unido. Até agora, a Índia registra 187 casos da infecção da variante britânica.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini