Jovem Pan discute importância do empreendedorismo no Fórum Mitos e Fatos

  • Por Jovem Pan
  • 09/09/2019 07h46
Jovem PanTrês painéis de debates compuseram o evento

A Jovem Pan realizou, em parceria com Instituto de Formação de Líderes, o Fórum Mitos e Fatos, que discutiu empreendedorismo de impacto. Foram três painéis que debateram o estado mínimo e a sociedade máxima, a sociedade 4.0 e o próprio empreendedorismo de impacto.

Para o presidente da Jovem Pan, Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, o Tutinha, é importante buscar a modernidade e e levar ao público mais informação sobre transformação e empreendedorismo. “Nós da Jovem Pan estamos vivendo isso fortemente com a transformação total, virando do rádio para um 360. Que é vídeo, uma TV Jovem Pan, rádio, áudio com podcasts, redes sociais, Facebook, Instagram, Twitter. Então é um momento de transformação das empresas total. Está tudo mudando.”

O presidente do Instituto de Formação de Líderes, Georges Ebel, destaca que a população precisa ser protagonista. “Enquanto as pessoas não tomarem a iniciativa de que somos nós mesmos, eu, você, o ouvinte, que tem que resolver os problemas que a gente encontra no nosso dia a dia, a gente não vai conseguir avançar. Então a mensagem que talvez fique, aqui, é que a gente tem a responsabilidade de mudança. Somos nós, como indivíduos, seja no nosso bairro, na nossa empresa, na nossa comunidade, fazendo trabalho voluntário, nós somos agentes de mudança”, afirmou.

Para Guilerme Benchimol, CEO e fundador da XP Investimentos, o empreendedorismo movimenta o país. Ele afirmou que, que com as contas públicas em ordem, as pessoas se sentem mais a vontade para empreender.  “Uma sociedade mais forte se forma com empreendedores. São eles que no final carregam o país nas costas, que fazem os preços baixarem, que geram competição entre si, que empregam as pessoas, que pagam mais impostos. Então é importante que a gente estimule novos empreendedores a surgirem no país e as condições macroeconômicas começam a surgir. É difícil você empreender, aceitar tomar risco, quando se tem um cenário com juros elevados, que foi o que aconteceu nesses últimos 25 anos.”

O secretário especial de desburocratização, gestão e governo digital, Paulo Uebel, entende que o brasileiro tem capacidade de inovar, mas precisa de medidas para facilitar o desenvolvimento de ideias. Ele acredita na importância das reformas estruturantes, discutidas durante o evento, para fazer o país crescer.  “O que nós precisamos fazer, e o governo já está fazendo, com a MP da Liberdade Econômica, é facilitar a abertura e o fechamento de empresas, facilitar o estabelecimento ser aberto sem alvará para atividades de baixo risco, fazer com que a vida do empreendedor não seja tão difícil. Esse é o objetivo do governo, a gente acredita muito no empreendedorismo, e para nós qualquer empreendedor, seja de alto ou baixo impacto, ele é muito importante e faz diferença na sociedade.”

Para o escritor, pesquisador e analista de riscos Nassim Nicholas Taleb, o empreendedorismo é fundamental para o crescimento do Brasil. Segundo ele, é preciso encorajar as pessoas a não terem medo de errar, pois errar na busca pela inovação é respeitável e honroso.

O Fórum Mitos e Fatos também contou com as palestras do economista Christopher Lingle e do escritor e pesquisador Nassim Taleb. O evento sobre empreendedorismo de impacto, com parceria entre Jovem Pan e Instituto de Formação de Líderes, ocorreu no World Trade Center, em São Paulo.

*Com informações do repórter Matheus Meirelles