Justiça mantém prisão preventiva de Sérgio Cabral

Ex-governador do Rio de Janeiro está preso no Complexo de Bangu e é réu em mais de 30 ações

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2021 10h13 - Atualizado em 10/08/2021 12h11
Agência Brasilérgio Cabral é apontado como um dos protagonistas, se não o cabeça, do esquema que roubou bilhões de reais do Estado do Rio de Janeiro

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral Filho sofreu um novo revés na Justiça. A primeira turma do Tribunal Regional Federal da 1ª região negou, nesta segunda-feira, 9, um dos quatro mandados de prisão que permanecem de pé e mantém o ex-governador preso há cerca de cinco anos. A defesa dele tinha expectativa de conseguir revogar um deles, visto que a primeira turma do TRF-1 agora tem uma nova composição e conta com desembargadores considerados mais garantistas. Mas a derrota foi unânime: três votos a zero. A prisão de 22 anos a qual Cabral foi condenado aconteceu após a Operação Eficiência, em 2017, na força-tarefa da Lava Jato.

Sérgio Cabral é apontado como um dos protagonistas, se não o cabeça, do esquema que roubou bilhões de reais do Estado do Rio de Janeiro e levou o Rio a falência. O Estado segue em regime de recuperação fiscal e permanece com problemas de caixa. Neste ano, foram amenizados por conta do leilão da Cedae que rendeu mais de R$ 22 bilhões a serem pagos parceladamente. Sérgio Cabral está preso no Complexo de Bangu, foi detido pela primeira vez em 2016 e é réu em mais de 30 ações que tramitam na Justiça do Rio e do Paraná. Ele foi condenado há quase 400 anos de prisão.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga