Lockdown do Reino Unido termina em 2 de dezembro; restrições devem ser mantidas

Haverá relaxamento para o Natal, embora detalhes ainda não tenham sido divulgados

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan
  • 24/11/2020 07h54
EFE/EPA/ANDY RAIN - 03/11/20Até o público nos estádios de futebol e em outros esportes vai poder retornar em breve -- mas com capacidade muito limitada

O lockdown no Reino Unido vai terminar no dia 2 de dezembro, mas as restrições ainda vão levar algum tempo para passar. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, confirmou na segunda-feira (23) que a quarentena atual vai mesmo terminar como previsto. Haverá relaxamento para o Natal, embora os detalhes ainda não tenham sido divulgados. Um novo sistema de restrições regionais será adotado no início do mês que vem — e será mais rígido que o regime em prática antes do lockdown.

A boa notícia, especialmente para o comércio, é que as lojas não essenciais vão poder voltar a funciona às vésperas do Natal. Salões de beleza e academias de ginástica também vão poder voltar a abrir as portas no começo do mês que vem. Até o público nos estádios de futebol e em outros esportes vai poder retornar em breve — mas com capacidade muito limitada. O público máximo será de 4 mil pessoas e apenas nas regiões onde o nível de transmissão do coronavírus for baixo.

Johnson também confirmou que os trabalhadores do país que puderem devem continuar trabalhando de casa até pelo menos abril. Segundo os planos do governo, é neste período que a população inteira já estará vacinada para o Covid-19, considerando que o processo de aprovação da vacina de Oxford continue transcorrendo bem. Uma nova regra também deve ajudar o setor do turismo e, sobretudo da aviação civil.

A partir de 15 de dezembro, quem chegar no Reino Unido vindo de países com alto índice de transmissão do Covid-19 — como Brasil, Estados Unidos e a maior parte da Europa — não vai mais precisar ficar de quarentena por 14 dias. Agora o período de isolamento será de apenas cinco dias caso o viajante faça o teste de Covid em uma clínica credenciada do governo e o resultado dê negativo. Ainda é cedo para celebrar, mas aos poucos a luz no fim do túnel começa a aparecer. Por isso, Johnson insistiu que as pessoas devem aderir a esse último esforço na luta contra o coronavírus.