Maioria das pessoas não higieniza alimentos de forma correta, aponta USP

Além da água e do vinagre, é preciso deixar o alimento imerso na água sanitária

  • Por Jovem Pan
  • 19/09/2020 08h27
PixabayA pesquisa do Centro de Pesquisas em Alimentos foi feita em julho com 3 mil pessoas de todo o Brasil

A aposentada Hermani Lucia se mudou para o bairro do Jardim Ester, no Butantã, em São Paulo, há poucas semanas. Ela conta que sempre teve o costume de lavar bem os alimentos, mesmo antes da pandemia da Covid-19. Primeiro Lucia coloca os legumes na água com Cândida por 20 minutos e, depois, no vinagre — antes de guarda-los na geladeira. A aposentada diz que apesar de cansativo, começou a seguir esse método de higiene depois de ir a um restaurante que a serviu salada com larva.

Um levantamento feito pelo Centro de Pesquisas em Alimentos da USP revelou que 52% dos entrevistados higieniza frutas de forma incorreta. Destes, 18% usam apenas água, 7% água com vinagre e 27% água com detergente. Segundo a pesquisadora e cientista de alimentos Emília Lima, além da água e do vinagre, é preciso deixar o alimento imerso na água sanitária. A pesquisa do Centro de Pesquisas em Alimentos foi feita em julho com 3 mil pessoas de todo o Brasil. A maioria eram mulheres, casadas e com alto nível de escolaridade.

*Com informações do repórter Victor Moraes