55% dos brasileiros não teriam R$ 200 para uma emergência, aponta PoderData

 O levantamento mostra que 68% dos brasileiros não guardam dinheiro e outros 22% têm reservas, seja na poupança, em investimentos ou com economias pessoais

  • Por Jovem Pan
  • 21/09/2020 05h16 - Atualizado em 21/09/2020 08h21
PixabayEntre as mulheres, 61% disseram que não teriam essa quantia; e praticamente 7 a cada 10 jovens de até 24 anos também afirmam não ter R$ 200 para emergências

Para algumas pessoas, R$ 200 pode ser pouco, mas em uma emergência a quantia pode fazer uma enorme diferença. No entanto, seriam poucos os brasileiros que teriam o dinheiro disponível em casos de necessidade. Pesquisa pelo PoderData revela que apenas 40% dos entrevistados teriam a quantia em mãos. A maior parte, 55%, disse que não teria R$ 200 reais em casos de emergências e outros 5% não souberam responder. Para o Diretor de Planejamento Financeiro de uma rede de associados com gestão fiduciário, Valter Police, os resultados são preocupantes. “Uma boa parte pode ser explicada pela situação atual que a gente vive pela pandemia, mas se prestarmos atenção estes dados não são novos ou a situação que eles mostram não é inédita. Esses dados reforçam que a gente precisa ter uma mudança de cultura no Brasil, a gente precisa entender que não vai existir um salvador da pátria no futuro e salvar a gente.”

Entre as mulheres, 61% disseram que não teriam essa quantia; e praticamente 7 a cada 10 jovens de até 24 anos também afirmam não ter R$ 200 para emergências. Já entre os mais velhos, com 60 anos ou mais, 59% disseram que teriam o dinheiro; a economista Milla Maia ressalta, porém, que esse cenário ainda pode ser revertido. “Se o governo, ao invés de solucionar o problema apagando fogo, criar medidas educacionais, colocar dentro das escolas para as crianças começarem a aprender sobre educação financeira, sobre a importância de poupar, entender mais sobre investimento, a gente vai ter uma população na fase adulta, na fase economicamente ativa mais consciente financeiramente”, explica. O PoderData também perguntou aos entrevistados sobre o acúmulo de recursos para o futuro. O levantamento mostra que 68% dos brasileiros não guardam dinheiro e outros 22% têm reservas, seja na poupança, em investimentos ou com economias pessoais.

*Com informações da repórter Letícia Santini