Guedes é condenado a pagar R$ 50 mil por comparar servidores com parasitas

A declaração foi dada em fevereiro, quando Guedes falava sobre as reformas pretendidas pelo governo federal

  • Por Jovem Pan
  • 19/09/2020 08h50
Marcos Corrêa/PRA entidade garante que, se Paulo Guedes pagar os 50 mil reais, o dinheiro será doado ao Hospital Santo Antônio que pertence às Obras Sociais Irmã Dulce

O ministro da Economia, Paulo Guedes, foi condenado a pagar R$ 50 mil por comparar servidores a parasitas. A ação contra Guedes foi movida pelo Sindicato dos Policiais Federais da Bahia. A declaração foi dada em fevereiro, quando Guedes falava sobre as reformas pretendidas pelo governo federal, num seminário no Rio de Janeiro. “O governo tá quebrado, gasta 90% da receita toda com salário e é obrigado a dar aumento de salário. O funcionalismo teve aumento de 50% acima da inflação, tem estabilidade de emprego, tem aposentadoria generosa, tem tudo. O hospedeiro tá morrendo, o cara virou um parasita. O dinheiro não chega no povo e ele quer um aumento automático.”

A juíza da 4ª Vara Federal Cível da Bahia, Claudia da Costa Tourinho Scarpa; acolheu a violação aos direitos da personalidade dos integrantes da categoria profissional por meio dos seus pronunciamentos. Em nota, a Advocacia-Geral da União afirmou que vai apresentar o recurso cabível. O Sindipol ingressou em maio com a ação de reparação pelo dano moral coletivo contra o ministro. A entidade garante que, se Paulo Guedes pagar os 50 mil reais, o dinheiro será doado ao Hospital Santo Antônio que pertence às Obras Sociais Irmã Dulce e ao Hospital Aristides Maltez. As duas são organizações sem fins lucrativos de Salvador que atuam no combate a Covid-19.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos