‘Mandar prender é meio complicado’, diz Mourão sobre Roberto Jefferson

Parlamentar foi preso por suposta atuação em uma milícia digital, voltada para proferir ataques à democracia; pedido foi autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes

  • Por Jovem Pan
  • 13/08/2021 15h35 - Atualizado em 13/08/2021 17h13
WALLACE MARTINS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão Hamilton Mourão admitiu que críticas feitas por Roberto Jefferson foram 'pesadas'

O vice-presidente general Hamilton Mourão comentou sobre a prisão do ex-deputado federal Roberto Jefferson nesta sexta-feira, 13, no Rio de Janeiro. A ordem de partiu do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), após pedido da própria Polícia Federal, que identificou suposta atuação do político em uma milícia digital, organização voltada para proferir ataques à democracia. Segundo Moraes, o presidente nacional do PTB incitou, mais de uma vez, “prática de crimes (invasão ao Senado Federal, agressão a agentes públicos e/ou políticos etc)” e “ofendeu a dignidade e o decoro de ministros do STF, senadores integrantes da CPI da COVID-19 e outras autoridades públicas”. Mourão afirmou que o ministro tem “certa prerrogativa”, mas acrescentou que “essa história de mandar prender é meio complicado”. “Tenho visto que o ex-deputado Roberto Jefferson faz as críticas aí que se podem colocar como pesadas. Se o camarada se sente ofendido ele tem que buscar o devido processo. O ministro Alexandre de Moraes tem uma certa prerrogativa, mas essa história de mandar prender é meio complicado”, disse o vice-presidente a jornalistas em frente ao Palácio do Alvorada.