Marcelo Odebrecht: Interesse em palestras de Lula era ‘legítimo’

  • Por Jovem Pan
  • 08/10/2019 06h29 - Atualizado em 08/10/2019 09h57
Ricardo Stuckert/Instituto LulaSegundo Marcelo, pagamentos também tinam intenção de "ajudar" o Instituto Lula

O empresário Marcelo Odebrecht disse, nesta segunda-feira (7), que o Grupo Odebrecht tinha interesse “legítimo” na contratação de palestras do ex-presidente Lula. Em depoimento à Justiça Federal, ele afirmou que o petista tinha uma imagem positiva nos países em que a empresa atuava e que a ida de Lula para esses locais fazia parte da estratégia de relações públicas da empresa.

Marcelo disse, também, que os pagamentos tinham a intenção de “ajudar” o Instituto Lula. “Então eu acho que havia, sim, tanto interesses, digamos assim, de ter esse trabalho de relações públicas, como havia o interesse de, de algum modo, ajudar o instituto Lula”, declarou.

O herdeiro do Grupo Odebrecht afirmou que a contratação de Lula para dar palestras foi negociada pelo pai dele, o empresário Emílio Odebrecht. Marcelo argumentou que Emílio tinha um relacionamento mais próximo com o ex-presidente.

Marcelo, que fechou acordo de delação premiada, prestou depoimento ao juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília. O empresário foi até a Vara Federal de Osasco, na Grande São Paulo, para prestar o depoimento por meio de vídeo conferência.

Na ação, Lula responde pelos crimes de corrupção, tráfico de influência e lavagem de dinheiro.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni