MDB deve indicar Simone Tebet para a presidência da CCJ no Senado

  • Por Jovem Pan
  • 13/02/2019 06h02
Reprodução/FacebookFortalecida pelo protagonismo na eleição à presidência da Casa, a senadora Simone Tebet deve ser a indicada para comandar a CCJ

O MDB vai comandar três comissões temáticas do Senado. A distribuição entre os partidos se deu conforme o tamanho de cada bancada.

Como são a legenda mais numerosa da Casa, os emedebistas vão ficar com as comissões de Constituição e Justiça, a mais cobiçada do Senado; Educação, e a Comissão Mista de Orçamento, que é responsável por analisar os projetos orçamentários do Governo Federal.

Fortalecida pelo protagonismo na eleição à presidência da Casa, a senadora Simone Tebet deve ser a indicada para comandar a CCJ. Em reunião nesta terça-feira (12), 11 dos 13 membros da bancada aprovaram o nome dela, que não quis revelar de quem foram os dois votos contrários.

Simone destacou a importância da CCJ, que no Senado avalia o mérito das propostas em caso de emendas constitucionais. E lembrou dois projetos prioritários que devem passar pela comissão caso sejam aprovados pela Câmara: “uma PEC que passa pela CCJ e depois vem ao plenário, sobre a reforma da Previdência, e o pacote de medidas de segurança pública, que quando vier ao Senado também vai passar por essa comissão”.

Dois partidos vão ficar com duas comissões cada: o PSDB, com a de Fiscalização e Controle e a de Desenvolvimento Regional; e o PSD, a de Assuntos Econômicos e a de Relações Exteriores. As demais legendas terão uma comissão cada. O PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, com a de Agricultura e o PT, principal partido de oposição, com a de Direitos Humanos.

Os nomes que vão comandar as 13 comissões temáticas do Senado vão ser oficializados em sessão nesta quarta-feira (13), pela manhã.

*Informações do repórter Levy Guimarães