Médicos da Santa Casa de SP pedem mais transparência para atual gestão

Após suspeitas de desvio do dinheiro público, o Ministério Público solicitou uma auditoria das contas da entidade

  • Por Jovem Pan
  • 01/12/2020 07h03 - Atualizado em 01/12/2020 10h51
Divulgação/Smsantacasasp/WikimediaO Ministério Público entrou com várias ações contra a atual gestão da Santa Casa e também gestões anteriores por conta desvio de dinheiro público

A Santa Casa de São Paulo, um dos maiores hospitais filantrópicos da América Latina vive uma crise financeira há anos, com quase R$ 1 bilhão em dívidas. Os atendimentos foram reduzidos, muitos médicos e professores foram demitidos. Agora, eles pedem mais transparência e menos autoritarismo da atual gestão. Nesta segunda-feira, 30, duas assembleias aconteceram no Iate Clube de Santos, no bairro de Higienópolis, na capital paulista. Uma para mostrar os balanços e outra para eleição de uma nova diretoria. O problema é que as contas, muitas delas questionáveis, não foram colocadas e discutidas com a oposição. O Dr. Carlos Campos, que trabalha há 54 anos na entidade, é um dos médicos que está descontente com a atual situação e pede mudança. “O que nós queremos é, realmente, isso, que ela se levante. E para ela se levantar é preciso que haja transparência, que haja transparência na administração, que os problemas sejam realmente expostos. A partir que se conquiste a credibilidade com uma administração saudável. Porque quando você pede esclarecimentos sobre um balanço e esse balanço não é fornecido, a gente não tem outra alternativa além de procurar a Justiça”, diz.

O Ministério Público entrou com várias ações contra a atual gestão da Santa Casa e também gestões anteriores por conta desvio de dinheiro público, já que a entidade trabalha com dinheiro do Sistema Único de Saúde (SUS). O promotor de justiça Arthur Pinto Filho diz que o Ministério Público solicitou à secretaria da saúde uma auditoria das contas da Santa Casa. Há notícias e informações, provas de valores pagos de forma bastante alta para algumas pessoas da área da administração e esse dinheiro é publico, de maneira que há de se verificar a Santa Casa de forma bastante minuciosa para saber se o dinheiro público está sendo gasto de forma correta ou não”, conta. A equipe da Jovem Pan procurou a atual gestão da Santa Casa, inclusive o próprio provedor da entidade, mas não obteve resposta.

*Com informações do repórter Victor Moraes