Médicos reclamam de falhas na lista de vacinação em São Paulo

Profissionais da saúde estão sendo impedidos de receber a imunização por estarem cadastrados como vacinados no sistema da vigilância sanitária

  • Por Jovem Pan
  • 25/02/2021 10h40 - Atualizado em 25/02/2021 12h59
ADRIANA TOFFETTI/A7 PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 26/01/2021 O profissional da saúde comunicou o Centro de Controle de Vacinação indicando que não foi vacinado, mas ainda não obteve resposta

Um médico denunciou que não consegue tomar vacina contra o coronavírus por constar em seu cadastro já ter sido imunizado. Luís Renato Mancini de Castro foi convocado por um grande hospital a receber a primeira dose e, após fazer os trâmites burocráticos e se dirigir ao box, veio a surpresa de que seu nome, através do CPF, constava como vacinado. “A enfermeira me pediu o CPF e CNS [Cartão Nacional de Saúde]. Quando ela digitou meu CPF ela falou ‘doutor, o senhor já tomou a vacina’. Eu falei impossível, porque tive coronavírus há quatro semanas e a indicação é tomar a vacina após quatro semanas. Daí perguntei se era uma coisa que estava acontecendo e ela disse que existem vários relatos de pessoas que não estão conseguindo tomar a vacina, porque consta no cadastro da vigilância que já tomaram.”

Ele decidiu, então, seguir ao Hospital da Mulher em Santo André, na região do ABC, em São Paulo, para fazer a checagem, e encontrou o mesmo problema. Lá, teve o indicativo de que seu caso não é isolado. “Eu falei ‘olha, eu tive essa surpresa e em um outro hospital e gostaria de fazer uma checagem em relação ao meu CPF’ e realmente consta que eu já tomei a vacina. Ela falou ‘olha doutor, aqui que é um hospital pequeno, não é só com o senhor que aconteceu isso, com cinco pessoas aconteceram’. Então a gente não sabe se é erro de sistema e a gente não consegue checar o local que, supostamente, eu teria tomado a vacina. Então a gente fica meio em dúvida do que está acontecendo”, disse. O profissional da saúde comunicou o Centro de Controle de Vacinação, indicando que não foi imunizado, mas ainda não obteve resposta.

*Com informações do repórter Daniel Lian