Micro e pequenas indústrias apontam alta de insumos e queda nas vendas

Pesquisa aponta que 81% dos empresários demonstram preocupação pelo aumento dos custos e pelo reajuste da energia elétrica

  • Por Jovem Pan
  • 20/07/2021 10h54
José Paulo Lacerda/CNI Segundo a pesquisa, 44% reportam vendas abaixo do esperado

As micro e pequenas indústrias sentem os fortes efeitos do segundo ano de pandemia. O presidente do Sindicato da Micro e Pequena Indústria do Estado de São Paulo (Simpi), Joseph Couri, revela que pesquisa fechada em junho aponta que 81% colocam a preocupação pela forte alta de custos, assim como o reajuste da energia elétrica. Ao mesmo tempo, 44% reportam vendas abaixo do esperado. “Nós estamos tendo aumento de inflação forte, aumento de preços, perda de poder aquisitivo todo dia com tendência de aprofundamento, aumento da arrecadação tributária em função do aumento de preço e manutenção do desemprego merece cautela na nossa avaliação”, explica. Ao longo da crise sanitária, o Simpi reforça a dificuldade do acesso ao crédito ao setor, com reflexos no fechamento de empresas.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos