Moraes prorroga inquéritos sobre fake news e atos antidemocráticos

Apuração sobre a disseminação das fake news foi aberta ainda no ano de 2019 pelo então presidente do STF, Dias Toffoli; a dos atos antidemocráticos foi iniciada em 2020

  • Por Jovem Pan
  • 10/04/2021 11h23
Mateus Bonomi/Estadão ConteúdoMinistro prorrogou inquéritos mais uma vez

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, prorrogou por mais 90 dias os inquéritos que apuram a disseminação de fake news e a organização de atos antidemocráticos pelo país. As duas investigações preocupam o Palácio do Planalto, já que miram apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. Moraes diz entender que há necessidade de prosseguir as análises. A apuração sobre a disseminação de fake news foi aberta em 2019, por determinação do então presidente do STF, Dias Toffoli. Desde então, foram feitas cerca de 20 operações de busca e apreensão. Já o inquérito sobre a organização de manifestações antidemocráticas foi aberto em abril do ano passado, a pedido do Procurador-geral da República, Augusto Aras. A medida foi tomada após a realização de atos em todo o país, em que os manifestantes pediram o fechamento do congresso e do STF, além da volta do AI-5, o ato institucional que endureceu a ditadura militar.

*Com informações da repórter Letícia Santini