Mortes em ação da Polícia Militar no Guarujá sobem para 12

Ação contra grupo suspeito de matar soldado da Rota já levou à prisão de 32 pessoas

  • Por Beatriz Manfredini
  • 01/08/2023 10h16 - Atualizado em 01/08/2023 10h37
Arquivo Pessoal/Patrick Bastos Reis Patrick Bastos Reis era soldado da Rota O suspeito de atirar no soldado, identificado como Erickson David da Silva, foi preso neste domingo, 30, na Zona Sul da capital paulista

Subiu para 12 o número de mortos durante operação da Polícia Militar no Guarujá, no litoral de São Paulo, de acordo com fontes da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Até agora, 32 pessoas foram presas e foram apreendidos 20 quilos de drogas e 11 armas. A ação começou com o intuito de encontrar os responsáveis pela morte do soldado da Rota Patrick Reis, assassinado a tiros na última quinta-feira, 27. A Ouvidoria da PM estima que o total de mortes durante a Operação Escudo possa chegar a 19 e informou que “denúncias não param de chegar”. O suspeito de atirar no soldado, identificado como Erickson David da Silva, foi preso neste domingo, 30, na Zona Sul da capital paulista. O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e o secretário de Segurança Pública, Guilherme Derrite, afirmaram que as operações não irão parar. Segundo Tarcísio, “não houve excesso” por parte dos agentes da polícia.

Confira reportagem na íntegra:

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.