Mortes em ações policiais no RJ são recorde no primeiro semestre 

  • Por Jovem Pan
  • 23/07/2019 11h13
PixabayNo primeiro semestre desse ano as polícias apreenderam com os bandidos quase 4800 armas de fogo e 305 fuzis

Os índices de violência e de criminalidade no Rio de Janeiro, em sua maioria, caíram no primeiro semestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. Em contrapartida, porém, as mortes em ações policiais bateram recorde e subiram 15%.

Foram registradas 881 mortes no Estado do Rio de Janeiro decorrente de ações da polícia. Em 2018, o número foi de 770. Os números deixam claro que o governador Wilson Witzel colocou em prática a prometida política de enfrentamento.

No primeiro semestre desse ano as polícias apreenderam com os bandidos quase 4800 armas de fogo e 305 fuzis. As estimativas apontam que a apreensão do armamento que está na mão do crime organizado será recorde.

Ao ser questionado sobre os números das mortes em confronto, Witzel minimizou as ocorrências, afirmou que a alta era esperada e frisou que “criminosos fortemente armados não podem ser combatidos apenas com flores.”

Outro dado negativo no mesmo período foram os roubos em ônibus, que teve uma alta de 14%. Os roubos de rua diminuíram 2%. Os roubos de carga, veículos e homicídios dolosos caíram mais de 20%.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga