Na Câmara, Eduardo Bolsonaro defende novas eleições na Bolívia

  • Por Jovem Pan
  • 13/11/2019 06h56
Will Shutter/Câmara dos DeputadosDeputado pediu o restabelecimento da paz e da ordem no país

O presidente da comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), defendeu novas eleições na Bolívia. O deputado demonstrou preocupação com a crise durante abertura dos trabalhos do colegiado nesta terça-feira (12).

As declarações causaram protesto de parlamentares, principalmente ligados ao PT, que classificam como golpe a saída de Evo Morales do poder.

Ao ler a ata da sessão, Eduardo mencionou o parecer da Organização dos Estados Americanos (OEA). “Diante das graves irregularidades apontadas pela OEA nas eleições daquele país, que ilegitimam o pleito e levam à necessidade de convocação de um novo pleito eleitoral, estimo que novas eleições sejam realizadas com o intuito de assegurar o estado democrático de direito na Bolívia e o restabelecimento da paz e da ordem”, disse.

Em resposta, o deputado Paulo Fernando dos Santos, Paulão (PT-AL), criticou o posicionamento. O parlamentar argumentou que o presidente da Comissão de Relações Exteriores não pode expressar opiniões pessoais. “A sua leitura em relação à situação da Bolívia, nós, do Partido dos Trabalhadores, temos total discordância. Eu queria que fosse registrado nos informas que vossa Excelência está fazendo uma pauta da presidência”, afirmou.

Além da discussão sobre a Bolívia, os deputados aprovaram uma moção de apoio à Ucrânia. O parecer tem a ver com as eleições locais no território ocupado da Crimeia pela Federação Russa.

*Com informações da repórter Camila Yunes