Número de vítimas de naufrágio no Pantanal sobe para 7, segundo governo do Mato Grosso do Sul

Quatro eram da família do urologista Geovanne Furtado de Souza; o médico também estava na embarcação e foi resgatado com vida

  • Por Jovem Pan
  • 17/10/2021 09h26 - Atualizado em 17/10/2021 11h26
Reprodução/Youtube/Jovem PanBarco-hotel foi atingido por uma forte ventania na tarde de sexta-feira, 15.

A Secretaria de Segurança do Mato Grosso do Sul confirmou a sétima morte de um naufrágio no Rio Paraguai, perto do município de Corumbá. O barco-hotel foi atingido por uma forte ventania na tarde de sexta-feira, 15. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) chegou a emitir um alerta para tempestades, com ventos de até 100 quilômetros por hora. Entre os mortos, seis eram turistas e um tripulante. Vitor Celestino Francelino, de 64 anos, era comandante da embarcação. Fernando Gomes de Oliveira, Fernando Rodrigues Leão, Geraldo Alves de Souza, Mauro Rodrigues Canavarro, Olímpio Alves de Souza e Thiago Gomes eram turistas. As idades variam de 18 a 78 anos.

De acordo com a tenente coronel Geisa Maria, as condições climáticas chegaram a atrapalhar o trabalho de resgate. “As buscas se iniciaram na tarde de ontem e percorreram noite a dentro enquanto havia condições de segurança para permanecer com as atividades de mergulho. A partir do momento em que nós não tivemos a segurança necessária para os trabalhos, as atividades foram interrompidas”, relata Geisa. Quatro vítimas eram da família do médico Geovanne Furtado de Souza, urologista de Rio Preto, interior de São Paulo. O médico também estava no barco e foi resgatado com vida.

*Com informações da repórter Nanny Cox