ONU elogia ‘apoio sem precedentes’ dos EUA à suspensão de patentes das vacinas

Para Guterres, os produtores poderão compartilhar o conhecimento e a tecnologia que permitirão a expansão efetiva dos imunizantes

  • Por Jovem Pan
  • 07/05/2021 06h44 - Atualizado em 07/05/2021 12h45
EFE/EPA/Tamas Soki HUNGARY OUTO presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou interesse tendo em vista que a pandemia é uma situação de emergência

A decisão dos Estados Unidos de apoiar a quebra de patente das vacinas contra a Covid-19 foi elogiada pela Organização das Nações Unidas. O secretário-geral da ONU, António Guterres, classificou nesta quinta-feira, 6, a ação como apoio sem precedentes. Para Guterres, os produtores poderão compartilhar o conhecimento e a tecnologia que permitirão a expansão efetiva dos imunizantes, aumentando o fornecimento para a Covax, fundo da Organização Mundial da Saúde. A Organização também quer garantir que os países tenham os materiais necessários para produzir as doses.

Já o jornal Wall Street Journal chega a falar em roubo da patente da vacina por Biden. De acordo com o editorial, o presidente americano cedeu aos progressistas, ao endossar a renúncia de propriedade intelectual das vacinas e terapias contra a Covid-19 na Organização Mundial do Comércio. Outros países têm manifestado apoio à proposta de Biden. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou interesse tendo em vista que a pandemia é uma situação de emergência.

Na sequência da entrevista a uma emissora estatal, Putin pediu ao vice-primeiro-ministro do país que examinasse o assunto. A União Europeia também se disse pronta para discutir a proposta americana. A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, afirmou que o objetivo é acelerar a produção e a distribuição dos imunizantes. No curto prazo, porém, Von der Leyen pediu a todos os países produtores que permitam a exportação imediata e evitem medidas que perturbem as cadeias de abastecimento.

*Com informações da repórter Caterina Achutti