Papa declara que ‘machismo mata a humanidade’ em despedida do Oriente Médio

Pontífice destacou que ampliou os espaços femininos no Vaticano e na Igreja Católica

  • Por Jovem Pan
  • 07/11/2022 07h04 - Atualizado em 07/11/2022 07h11
Vincenzo PINTO / AFP papa francisco Papa Francisco em audiência geral na Praça São Pedro

Neste domingo, 6, o Papa Francisco declarou que o machismo “mata a humanidade”. A declaração foi dada pelo líder católico após perguntas de jornalistas sobre os protestos pelos direitos das mulheres no Irã. Francisco disse que, de maneira geral, uma sociedade incapaz de colocar a mulher em seu lugar é incapaz de avançar.”Devemos continuar lutando pelas mulheres, porque elas são um presente. Deus não criou o homem e depois deu a ele um cãozinho para se divertir. Ele criou homem e mulher como iguais”, declarou o pontífice. Ainda durante a fala, Francisco lembrou que deu mais espaço para mulheres no Vaticano e na Igreja Católica como um todo. As falas do papa foram ditas em viagem de volta do Bahrein, onde ele esteve por três dias.

*Com informações da repórter Carolina Abelin

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.