PCC trazia drogas da Colômbia e usava até drones para distribuir em presídios

  • Por Jovem Pan
  • 13/12/2019 07h52 - Atualizado em 13/12/2019 07h55
Tânia Rêgo/Agência BrasilA Polícia garantiu que a facção fazia promoção com drogas mais baratas para ocupar espaços e controlar localidades.

A Polícia Civil prendeu oito pessoas acusadas de integrar uma quadrilha que traz droga da Colômbia para abastecer o Estado de São Paulo, países vizinhos do Mercosul e também ser levada para a Europa.

A Operação Braço de Ferro resultou na apreensão de sete quilos de cocaína, insumos para a fabricação do crack e foi coordenada pelo delgado Roberto Monteiro, da 1ª Delegacia Seccional em São Paulo.

Segundo a polícia, os detidos integram a facção criminosa Primeiro Comando da Capital, o PCC, e drones eram utilizados também para abastecer presídios, levando drogas, celulares e serras. Mãe e filha foram presas na operação.

A droga era transportada em aviões da Colômbia – de um cartel de ex-integrante das FARCS – e depois distribuída na Zona Leste, Osasco, Heliópolis, Cracolândia, Itapevi e Cotia – além de países vizinhos e Europa.

A Polícia garantiu que a facção fazia promoção com drogas mais baratas para ocupar espaços e controlar localidades.

A operação contou com 25 equipes de policiais civis e 20 da GCM, com o apoio do canil.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos