Pela 1ª vez, idosos não são maioria entre os internados por Covid-19 na rede de saúde do Rio

Atualmente, eles representam 37% das internações; isso é resultado do avanço da campanha de vacinação contra o coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 13/06/2021 12h53
WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDONo auge da pandemia em 2020, as internações de idosos por Covid-19 representavam 60% do total

Pela primeira vez durante a pandemia de Covid-19, os idosos não são maioria entre os internados na rede de saúde do Rio de Janeiro. Eles representam agora cerca de 37% dos internados. No auge da pandemia, no ano passado, eram mais de 60%. Isso é resultado da campanha de vacinação contra a Covid-19 que acontece no Rio e em todo o Brasil. Aproximadamente 2,5 milhões de pessoas já receberam pelo menos a primeira dose do imunizante na capital fluminense. A Prefeitura quer antecipar o calendário que prevê a imunização de toda a população adulta até 23 de outubro deste ano. O município do Rio vai vacinar a partir desta semana todas as pessoas adultas com até 50 anos e já planeja também a imunização de jovens de 12 até 17 anos com a vacina da Pfizer, que foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Por outro lado, os jovens e adultos formam agora a maioria dos internados na rede de saúde do Rio de Janeiro. A maioria tem entre 40 e 59 anos, e também tem uma faixa expressiva de internados com idade de 30 a 39 anos.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga