PF realiza buscas em endereços ligados a Aécio Neves em BH; mãe e primo também são alvos

  • Por Jovem Pan
  • 20/12/2018 08h04 - Atualizado em 20/12/2018 09h09
Wilson Dias/Agência BrasilTambém são alvos da operação desta quinta a mãe de Aécio e o primo Frederico Pacheco

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (20) a segunda fase da Operação Ross, que investiga suposta propina do grupo J&F ao senador Aécio Neves (PSDB) entre 2007 e 2014. foram expedidos três mandados de busca e apreensão em Belo Horizonte em endereços ligados ao tucano.

Também são alvos da operação desta quinta a mãe de Aécio e o primo Frederico Pacheco. Os mandados foram expedidos pelo Supremo Tribunal Federal após solicitação da PF.

A primeira fase da Operação Ross foi deflagrada no último dia 11 e realizou buscas em endereços de Aécio, de sua irmã, Andrea Neves, e do deputado federal Paulinho da Força (SD).

A operação é um desdobramento da Operação Patmos, deflagrada pela PF em maio do ano passado. Os valores, segundo as investigações, utilizados também para a obtenção de apoio político ultrapassaram os R$ 100 milhões.

De acordo com o Ministério Público federal, Aécio, em troca de recursos financeiros, teria prometido favorecimentos caso vencesse a eleição presidencial de 2014, além de influência junto ao governo estadual de MG.