Polícia Civil investiga aproximação de milicianos no Rio de Janeiro

Agentes da corporação apreenderam cartas que teriam sido escritas por Danilo Dias Lima, o “Tandera”, e endereçadas a Ricardo Teixeira da Cruz, o “Batman”, que está preso no Rio Grande do Norte

  • Por Jovem Pan
  • 07/07/2022 11h05
Divulgação/Polícia Civil Carro da Polícia Civil Polícia teme que aproximação gere disputas territoriais com outras milícias

Dois dos principais milicianos que atuam no Rio de Janeiro podem estar tentando unir forças. É isso que a Polícia Civil está investigando após a apreensão de cartas que fariam uma conexão entre Danilo Dias Lima, o “Tandera“, e Ricardo Teixeira da Cruz, o “Batman“. Danilo Lima é considerado um dos criminosos mais procurados do Rio. Já Ricardo Cruz, fundador de uma milícia conhecida como Liga da Justiça, está preso na Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. As cartas foram apreendidas no endereço de um criminoso conhecido como William Negão, durante uma operação feita pela Polícia do Rio nesta semana na região metropolitana. As cartas, supostamente escritas por “Tandera”, teriam como destino o presídio de Mossoró, onde está o “Batman”. Unindo forças, os dois poderiam tentar rivalizar com Luiz Antonio Braga, o “Zinho”, que chefia a maior milícia do Rio de Janeiro. Isso seria motivo de preocupação por parte das forças de segurança do Rio de Janeiro, uma vez que poderia deflagrar uma disputa territorial e um conflito entre os grupos paramilitares, que não param de crescer no Estado.

Confira a reportagem na íntegra:

*Com informações do repórter Rodrigo Viga