Polícia do Rio de Janeiro investiga furto de 50 doses da vacina contra Covid-19

Imagens de segurança do local registraram um homem entrando no posto de saúde; computador também foi levado

  • Por Jovem Pan
  • 06/04/2021 07h24
ALLISON SALES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 28/01/2021Suspeita é que as vacinas vão ser comercializadas no mercado paralelo ou vão ser utilizadas por pessoas próximas ao criminoso

A Polícia do Rio de Janeiro já está investigando o furto de 50 doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19, que aconteceu em um posto de saúde na periferia da capital fluminense. Os cinco frascos, com dez doses cada, estavam armazenados em uma geladeira em um posto no bairro do Colégio, na zona norte. De acordo com imagens de segurança do local, um homem entrou na unidade e ficou cerca de dez minutos dentro — tempo suficiente para levar os cinco frascos e um computador da sala de imunizações. O criminoso fugiu.

Essas imagens estão sendo analisadas para tentar identificar o autor do crime. A suspeita é que as vacinas vão ser comercializadas no mercado paralelo ou vão ser utilizadas por pessoas próximas ao criminoso. O caso está sendo conduzido pela Delegacia da Cidade Nova, que já está programando depoimentos e interrogatórios de testemunhas e vigilante. É o primeiro caso de furto de vacinas no Rio de Janeiro. Porém, já houve casos de “vacina de vento” — que é quando o profissional de saúde não aplica o imunizante para desviar a vacina.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga