Polícia prende financiador de ataque contra bancos em Araçatuba

Paulo César Dutra Gabrir assumiu a participação nos ataques; documentos apontam que ação teria custado em torno de R$ 600 mil

  • Por Jovem Pan
  • 08/09/2021 09h34 - Atualizado em 08/09/2021 10h26
Reprodução/Rádio Jovem PanAtaque a bancos em Araçatuba deixou três mortos e cinco feridos

O Departamento de Investigações Criminais (DEIC) prendeu nesta quarta-feira, 8, um homem suspeito de participar dos ataques a bancos em Araçatuba que ocorreram na última semana. Paulo César Dutra Gabrir, de 33 anos, é apontado como diretor financeiro da quadrilha. Segundo a Polícia Civil, ele mesmo assumiu ter envolvimento com os ataques. Paulo Gabrir já antecedentes criminais por roubo e homicídio. Em sua residência, os agentes apreenderam dois carros de luxo e documentos ligados a uma organização criminosa — que indicam a atuação do suspeito em várias outras cidades do Brasil. Os documentos apontam que os ataques em Araçatuba teriam custado em torno de R$ 600 mil. Além de Paulo, a polícia também prendeu outras duas pessoas: a namorada do financiador do ato, Michele Maria da Silva, de 41 anos, foragida por envolvimento com o tráfico de drogas, e Emerson Henrique Dias, 25 anos, que se apresentou à polícia como um amigo e funcionário de Gabrir. A polícia realizou buscas na casa Emerson, onde encontrou material de contabilidade referente a uma facção criminosa. Emerson também tinha passagem por roubo e havia acabado de ser liberado de um presídio em Araçatuba. Os três serão encaminhados para o CDP.

*Com informações da repórter Caterina Achutti