Preço das passagens aéreas sobe mais de 45% no terceiro trimestre, diz Anac

Entre as principais empresas brasileiras, as tarifas da Azul subiram 37,2%, da Gol 54,2% e da Latam 44,1%

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2021 10h47
EDSON DE SOUZA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDONo período de janeiro a setembro de 2021, apenas 5% das passagens foram vendidas com valores abaixo de R$ 100

Quem pretende viajar neste fim de ano já tem que ir preparando o bolso. O motivo é que as passagens aéreas registram alta. A vendedora Márcia Maria da Silva conta que está sempre de olho em ofertas, mas não tem encontra promoções ultimamente. “Pesquisei pra ir para o Rio de Janeiro nesta semana, com milhas estava 56 mil milhas. Não compensa, está muito caro”, comenta. Um relatório divulgado nesta quarta-feira, 1, pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aponta que no terceiro trimestre deste ano, o valor médio da tarifa aérea ficou em R$ 529. O que representa um aumento de mais de 45% em relação ao mesmo período do ano passado. No período de janeiro a setembro de 2021, apenas 5% das passagens foram vendidas com valores abaixo de R$ 100 e 42% por menos de R$ 300. Entre as principais empresas brasileiras, as tarifas da Azul subiram 37,2%, da Gol 54,2% e da Latam 44,1%.

O oficial de manutenção André Evangelista diz que pretende viajar com a família no fim de ano, mas o destino vai depender do que o bolso permitir. “A gente olha principalmente pacote. Pacote é muito caro, para Maragogi está muito caro, para as cidades litorâneas está caro demais. Estamos pensando em ver alguns destinos no interior, o Norte do Brasil, que a gente não conhece”, relata. O relatório da Anac também traz os custos da indústria que, possivelmente, motivaram o aumento das passagens, como o valor do combustível de aviação que subiu 56% e o fato de as companhias ainda estarem operando com numero reduzido de voos. Em relação ao terceiro trimestre de 2019, pré-pandemia, a oferta é 19% menor.

*Com informações da repórter Carolina Abelin