Privatização do porto de Santos deve sair ainda em 2020, diz Doria

  • Por Jovem Pan
  • 09/01/2020 08h24 - Atualizado em 09/01/2020 08h25
ANTÔNIO CARLOS MAFALDA/MAFALDA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOO governador disse também que o projeto do trem intercidades será apresentado neste semestre

O governador de São Paulo, João Doria, garantiu que as privatizações dos portos de Santos e de São Sebastião devem acontecer em 2020. A afirmação foi dada nesta quarta-feira (8) durante o evento do leilão do lote de rodovias estaduais paulistas Piracicaba-Panorama.

João Doria destacou a influência de São Paulo sobre os dois portos e o alinhamento do Estado aos interesses do Governo Federal.

“Nós temos uma influencia direta no Porto de São Sebastião e uma indireta no Porto de Santos. Nossa estimativa é de que o governo federal, através do ministro Tarcísio, possa realizar a privatização dos dois portos ainda em 2020.”

Inicialmente, os planos do Governo Federal previam a desestatização do Porto de Santos só para 2021.

O governador disse também que o projeto do trem intercidades, que deve ligar São Paulo à região metropolitana de Campinas e ao Vale do Paraíba, será apresentado neste semestre. Assim como a modelagem da concessão de todos os 21 aeroportos estaduais, que será realizada em mais de um lote.

Doria celebrou a ativação desses terminais como resultado do programa de turismo São Paulo para Todos e da redução de imposto sobre o querosene, combustível usado nas aeronaves.

O governador de São Paulo destacou ainda que 14 dos aeroportos passaram a ter voos regulares de grandes companhias. No total, seriam 706 voos semanais regulares para São Paulo.

Sobre o programa metroviário, João Doria reiterou que as novas linhas serão administradas em regime de concessão, com investimento privado.

*Com informações do repórter Renan Porto