Rio de Janeiro: 15% dos idosos da capital não tomaram a dose de reforço da vacina

Com queima de fogos do Ano Novo e Carnaval mantidos, órgãos sanitários lembram da importância de completar imunização contra a Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 27/12/2021 06h53 - Atualizado em 27/12/2021 09h21
EFE/EPA/FEHIM DEMIR Profissional da saúde aplica vacina Cidade tenta reforçar campanha de vacinação antes de celebrações de Ano Novo e Carnaval

Autoridades sanitárias do Rio de Janeiro indicam preocupação com a situação da saúde na capital fluminense. As estimativas da cidade mostram que cerca de 15% dos idosos ainda não procuraram postos para receber a dose de reforço. Segundo os médicos, a nova aplicação da vacina é fundamental para evitar a variante Ômicron, que já foi detectada na região. Ao todo, 46 casos suspeitos da nova cepa são estudados. Cinco novos postos de saúde foram abertos para atender demandas de gripe, Covid-19 e outras doenças respiratórias da região por causa das festas de fim de ano, que devem contribuir no aumento do número de infectados. Como a queima de fogos do Ano Novo e o Carnaval de 2022 foram mantidos, a orientação é de que os idosos e todos aqueles que ainda não tomaram a segunda dose se imunizem.

*Com informações do repórter Mateus Koelzer