Rodrigo Garcia anuncia pré-candidatura para o Estado de São Paulo

Atual vice-governador disse que está aberto a disputar as prévias caso outro político do partido tenha interesse em concorrer

  • Por Jovem Pan
  • 01/06/2021 11h33 - Atualizado em 01/06/2021 13h05
ReproduçãoTambém na segunda, a comissão do PSDB também apresentou uma proposta -- optando por uma eleição indireta

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, anunciou, nesta segunda-feira, que é pré-candidato ao governo paulista em 2022. Recém filiado ao PSDB, Garcia disse que está aberto a disputar as prévias caso outro político do partido tenha interesse em concorrer. Em uma rede social, o vice-governador afirmou os partidos devem “estimular o exercício do debate democrático para se renovar”. Também na segunda, a comissão do PSDB designada para definir o calendário e o modelo de prévias para escolha do candidato tucano à Presidência da República em 2022, também apresentou proposta — optando por uma eleição indireta. Os votos daqueles que têm mandato eletivo terão peso maior que o dos filiados, que responderão por apenas 25% do colégio eleitoral. O coordenador do grupo de trabalho e ex-senador José Aníbal acredita que o formato apresentado é democrático e permite ampla participação de todos.

“É um modelo que vai estimular os pré-candidatos à conversar com o partido no Brasil inteiro, a sentirem os desafios que são colocados. E, sobretudo, o enfrentamento da Covid-19 e do vírus Bolsonaro. O Brasil está à deriva e em busca de uma alternativa.” A  proposta, no entanto, vai contra o modelo defendido pelo governador João Doria, em que o voto de todos os filiados tem o mesmo peso. O presidente do PSDB em São Paulo e secretário do Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi, disse que o modelo de escolha ainda precisa ser aprovado. “Nós vamos seguir defendendo como as alternativas apresentadas, o voto universal e igualitário de todos os filiados do partido.” Além de Doria, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio e o senador Tasso Jereissatti são cotados como prováveis candidatos. As prévias do PSDB estão marcadas para outubro.

*Com informações da repórter Caterina Achutti