São Paulo inicia novo escalonamento da vacinação para pessoas sem comorbidades

Indivíduos com idades de 48 e 49 anos poderão receber a primeira dose a partir da quarta-feira, 23; a repescagem para adultos de 50 a 59 anos começa nesta segunda-feira

  • Por Jovem Pan
  • 21/06/2021 10h47
LUCIANO CLAUDINO/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO - 19/06/2021O novo calendário espera vacinar mais de 1,2 milhão pessoas

A prefeitura de São Paulo inicia nesta segunda-feira, 21, a repescagem para pessoas com idades de 50 a 59 que perderam a data da vacinação contra Covid-19. Segundo a prefeitura, no primeiro escalonamento, mais de 1,2 milhão pessoas foram imunizadas. A prefeitura trabalha com uma margem de 15% de procura na repescagem. O segundo calendário de vacinação ficou assim: no dia 23 junho, é a vez de quem tem 48 e 49 anos. No dia 24 de junho, 47 e 46 anos. No dia 25 de junho, somente quem tem 45 anos. No dia 26 de junho, num sábado, acontece a repescagem pra quem perdeu a vacina. Nos dias 28 e 29 de junho, a vacinação acontece para quem tem 44 e 43 anos. Mais de 1,2 milhão pessoas são esperadas para receber o imunizante.

Nesta semana, a prefeitura de São Paulo deve receber mais um lote de mais de 100 mil vacinas para imunizar a população. Segundo o prefeito Ricardo Nunes, chegarão vacinas da AstraZeneca, CoronaVac e Pfizer. A da Janssen ainda não tem previsão, já que depende do Ministério da Saúde. O prefeito Ricardo Nunes garantiu que não faltará vacina e pessoas que aguardam a segunda dose do imunizante serão atendidas dentro do prazo. “A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo optou por reservar a segunda dose. Pouco tempo atrás cidades tiveram problemas em relação a isso, mas não faltou vacinas para nós em nenhum momento. Eles garantem que não faltará vacina”, afirmou Nunes. O secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, informou que os postos de saúde da capital têm funcionários suficientes para atender a população. 

*Com informações do repórter Maicon Mendes