Shell nega relação com óleo em praias de Sergipe

  • Por Jovem Pan
  • 15/10/2019 06h34
ESTADÃO CONTEÚDO166 locais foram atingidos pelo petróleo até o momento

Nesta segunda-feira (14), a empresa Shell informou que, embora tenham sido encontrados tambores da marca na Praia da Formosa, em Sergipe, o conteúdo original dessas embalagens não tem relação com o óleo cru que manchou o litoral nordestino brasileiro nos últimos dias. A empresa avalia que os barris foram reutilizados por terceiros.

O governo federal havia solicitado explicações após análises feitas pela Universidade Federal de Sergipe verificarem que o material encontrado no interior dos barris era o mesmo das manchas de óleo que atingiram as praias.

O porta-voz da presidência, general Otávio Rêgo Barros, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) vem acompanhando a crise ambiental junto com o ministro do Meio Ambiente e que a União está trabalhando em parceria com os estados para resolver esse problema.

“Não apenas o governo federal, mas os governos estaduais, as organizações envolvidas no processo, todas elas estão unidas para combater essa crise ambiental que foi produzida por terceiros”, disse.

Desde o fim de agosto, diversas manchas de óleo têm aparecido em praias do Nordeste. De acordo com o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), 166 locais foram atingidos pelo petróleo até o momento.

*Com informações da repórter Natacha Mazzaro