Sistema contra fraudes amplia segurança na compra de veículos novos

Quando um consumidor adquirir um carro zero quilômetro, ele receberá a autorização para transferência de veículo; somente de posse do documento será possível o emplacamento

  • Por Jovem Pan
  • 24/01/2022 11h37 - Atualizado em 24/01/2022 13h22
Divulgação/Comunicação Volkswagen do Brasil carros sendo montados em fábrica Mudança fortalecerá a segurança e o controle das concessionárias e revendedoras de automóveis novos

Comprar um carro zero ainda é o sonho de muitos brasileiros e agora pode ficar mais seguro. Com a mudança no registro nacional de veículos em estoque, todo modelo sairá da loja para o comprador pelo sistema. O presidente do Serpro, órgão que desenvolveu a tecnologia, Gilson Barreto, diz que a mudança fortalecerá a segurança e o controle das concessionárias e revendedoras de automóveis novos a partir da comunicação digital com o governo federal. A partir de agora, todas as concessionárias são obrigadas a informar, por meio eletrônico, aos Dentrans o número da nota fiscal, o CPF e o CNPJ do comprador. Os departamentos vão utilizar essa informação para garantir a segurança no momento do emplacamento.

Para que as concessionárias possam acessar o sistema, é necessário fazer o credenciamento por meio da plataforma “Credencia”, disponibilizada pelo Serpro. E, a partir de então, ela realizará a comunicação das informações necessárias para o emplacamento desse primeiro veículo. Para as montadoras, não haverá alteração, como explica o secretário Nacional de Trânsito, Frederico Carneiro. “O Renave zero quilômetro vai permitir a maior segurança possível no processo do primeiro emplacamento. A novidade é que, no momento da venda do automóvel, a concessionária informará diretamente os dados e informações de CNPJ ou CPF e da nota fiscal diretamente aos Detrans Estaduais. Isso vai evitar fraudes no primeiro emplacamento e vai permitir um fluxo muito mais rápido nesse processo para o cidadão”, explicou. Quando um consumidor adquirir um veículo zero quilômetro, ele receberá, além da nota fiscal, a autorização para transferência de veículo eletrônica emitida na saída da concessionária. Somente de posse do documento será possível o emplacamento do veículo.

*Com informações do repórter Daniel Lian