Sistema de drenagem da cidade não comportou quantidade de chuvas, afirma secretário

  • Por Jovem Pan
  • 10/02/2020 09h22 - Atualizado em 10/02/2020 09h22
FÁBIO VIEIRA/FOTORUA/ESTADÃO CONTEÚDO Cidade de São Paulo vive segunda-feira de caos

O temporal que atingiu a cidade de São Paulo na madrugada desta segunda-feira fez com que os rios Pinheiros e Tietê transbordassem e causassem alagamentos. De acordo com Alexandre Modonezi, secretário municipal das subprefeituras, em entrevista ao Jornal da Manhã, “com a quantidade de chuvas, o sistema [de drenagem] não comportou.”

“O mais importante no momento é pedir para as pessoas se coloquem em lugares seguros. A gente tem limpado córregos, retirado lixo, aumentado as calhas dos rios, tivemos investimento ano passado muito grande, foram 253 milhões na drenagem. Essa chuva que teve, os rios, a maior parte não teve problema, mas desaguam no Tietê e Pinheiros, que não comportaram a quantidade e transbordaram”, explicou.

Modonezi admitiu que a cidade de São Paulo “se impermeabilizou nas últimas décadas”, interferindo no escoamento de água. No entanto, ele fez uma ressalva: “A última gestão investiu nos piscinões, prefeito Bruno Covas também, vamos entregar cinco piscinões neste ano e isso vai diminuindo a mancha de alagamentos na cidade, se pegar anos atrás, era maior do que hoje, a quantidade de chuva que tivemos, não há projeto que prevê uma quantidade dessa [de água] em 3 horas, por isso fazemos os piscinões, para evitar e minimizar os problemas.”

O secretário fez um apelo para que as pessoas permaneçam em áreas seguras, evitando a região das marginais e destacou o trabalho das equipes da prefeitura: “Estamos limpando a região de Santo Amaro, Lapa, a cidade inteira, áreas que alagaram, temos um problema agora concentrado no rio Tietê e Pinheiros, vamos esperar a água voltar para o leito do rio, para que possamos limpar e devolver as vias para a cidade.”