Sistema de reconhecimento facial vai ajudar na segurança do Carnaval em SP

  • Por Jovem Pan
  • 29/01/2020 08h02
ReproduçãoInicialmente, o sistema de biometrias faciais e digitais não vai funcionar em tempo real

A Polícia Civil de São Paulo vai contar com a tecnologia de reconhecimento facial no Carnaval deste ano. O sistema foi anunciado nesta terça-feira (28) pelo governador, João Doria.

Ela já possui um banco de dados com cerca de 30 milhões de biometrias faciais e digitais. Questionado sobre as críticas feitas ao sistema, principalmente no que diz respeito à privacidade, Doria afirmou que a tecnologia terá supervisão constante.

“Nós temos que ter cuidado no acompanhamento da própria tecnologia e ter um grupo de trabalho permanente para que nenhuma falha ocorra e, se ocorrer, ser suprimida rapidamente.”

O delegado-geral da Polícia Civil, Ruy Ferraz Fontes, era uma autoridades presentes no evento. “O reconhecimento não vai ser utilizado isoladamente como meio de prova. Nós vamos juntar com outros procedimentos da Polícia Civil que vão formar um conjunto — determinando se um suspeito praticou um delito ou não.”

Inicialmente, o sistema de biometrias faciais e digitais não vai funcionar em tempo real. Isso significa que as imagens de um local onde tenha ocorrido um crime serão enviadas para um equipe especializada, que fará a análise.

Além do anúncio do sistema, o governador João Doria também entregou 376 viaturas, por meio de um investimento de R$ 24 milhões.

*Com informações da repórter Nicole Fusco