SP: Ciclistas comemoram reabertura das ciclovias; infectologista pondera cuidados

Embora a prática de exercícios seja positiva,infectologistas alertam para os cuidados necessários em tempos da pandemia da Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 03/08/2020 06h25 - Atualizado em 03/08/2020 07h54
Marcelo Camargo/Agência BrasilA ciclovia na Avenida Paulistae reabriu há duas semanas, mas só com funcionamento aos domingos e feriados

É com muito orgulho que o construtor civil José Fernandes posa com a sua bike caloi de 1979, original, que ganhou de um cliente. Natural do sertão da Paraíba, onde ganhou a sua primeira magrela, ele mora há 23 anos em São Paulo. Com algumas restrições de mobilidade por causa das duas cirurgias no joelho, José conta que voltar a pedalar na ciclovia foi bem importante pro seu emocional. Para ciclistas como José, um dos principais locais para a prática de exercício é a ciclovia na Avenida Paulista , que reabriu há duas semanas, mas só com funcionamento aos domingos e feriados. Neste domingo, 02, apesar do tempo frio, muitos ciclistas saíram para pedalar e aproveitaram o fim da restrição.

Embora a prática de exercícios seja positiva,infectologistas alertam para os cuidados necessários em tempos da pandemia da Covid-19. A infectologista da Unicamp e Consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia, Raquel Stucchi, fala que a atividade ao ar livre não pode ser uma desculpa para ter aglomeração, e recomenda usar máscara nos pontos de parada. De forma geral, além de trazerem benefícios para a saúde, as bicicletas são muito importantes também para a cidade de São Paulo. Tanto que o Plano Cicloviário prevê a requalificação de 310 quilômetros de ciclovias e a criação de 173 quilômetros até o final deste ano, segundo o prefeito Bruno Covas.

*Com informações do repórter Victor Moraes