SP: Primeiro show Drive-in, em shopping, aconteceu neste final de semana

Para seguir os protocolos de segurança, somente 80 carros podem acompanhar a apresentação no estacionamento do Shopping Metrô Tatuapé

  • 03/08/2020 06h46 - Atualizado em 03/08/2020 13h03
Reprodução/FacebookShopping Metrô Tatuapé recebeu show drive-in de banda cover dos Beatles

Eduardo e Sofia comemoraram o aniversário de namoro de 6 anos de um jeito diferente. O casal viajou de carro de Sorocaba até o Tatuapé, em São Paulo, para acompanhar o show da banda cover Beatles 4ever, o primeiro realizado com o método de drive-in em um shopping center. Sofia conta que o amor e o cansaço da quarentena fizeram com que eles buscassem essa nova forma de entretenimento. “Já faz um tempo que a gente não tem feito nada, em casa, parados. Então um evento em uma cidade perto da nossa, então viemos curtir o nosso aniversário aqui”, explica.

Para seguir os protocolos de segurança, somente 80 carros podem acompanhar a apresentação no estacionamento do Shopping Metrô Tatuapé. Cada veículo pode ter 4 pessoas, a um valor de R$ 15. Inicialmente, a banda faria uma apresentação, mas os ingressos se esgotaram tão rápido que a administração do local abriu um data extra. O gerente de Marketing do Shopping Metrô Tatuapé, Danilo Senturelle, atribui o sucesso do formato à reinvenção do entretenimento ocasionada pela quarentena. “A gente entende que existe uma saudade nesse período e o shopping reabriu também com bastante público, respeitando todas os protocolos. Então a gente entende que existe essa saudade”, afirma.

A Beatles 4ever, primeiro cover da banda de sucesso na América Latina, tinha feito algumas lives no período da quarentena. Raffa Machado, cover de Paul McCartney, conta que sentiu falta de olhar para uma plateia calorosa, mesmo que de dentro do carro. “A gente estava sentindo mesmo muita falta, desse contato com o público. Fizemos algumas transmissões, mas esse formato [drive-in] é muito bacana”, afirma o cantor. Nesse novo tipo de apresentação, respeitando o isolamento, as buzinas tomaram lugar dos aplausos, pelo menos enquanto as restrições pela pandemia continuarem.

*Com informações da repórter Nanny Cox