Taxa de transmissão da Covid-19 volta a cair no Brasil; Pazuello toma posse nesta quarta

O general está no comando do ministério da Saúde desde a saída de Nelson Teich, em maio deste ano

  • Por Jovem Pan
  • 16/09/2020 05h13 - Atualizado em 16/09/2020 08h08
EFE/EPA/WILL OLIVER

A taxa de transmissão do coronavírus no Brasil atingiu 0,9, menor patamar desde o início do monitoramento, mostra relatório do Imperial College London. Na prática, isso significa que cada grupo de 100 pacientes com o vírus pode infectar outras 90 pessoas, indicando queda no ritmo de contágio. Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde na terça-feira, 15, o país já registra mais de 113.119 mortes pela doença e mais de 4,3 milhões de infectados. Nesta quarta-feira, após quatro meses como interino, o general Eduardo Pazuello assume, oficialmente, o ministério da Saúde. Pazuello está no comando da pasta desde a saída de Nelson Teich, em maio.

Apesar de críticas à condução do combate à pandemia, ele foi responsável pela assinatura de um acordo com o laboratório AstraZeneca para oferta da vacina desenvolvida pela universidade de Oxford contra o coronavírus. Nesta terça-feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou mais cinco mil voluntários para a fase final do estudo clínico da vacina, conduzido pela Universidade Federal de São Paulo. O país terá ao todo 10 mil voluntários nesta etapa. Com a decisão, a partir de agora não haverá mais limite de idade e os idosos acima de 69 anos terão prioridade.Também serão abertos três novos centros de aplicação dos testes no Brasil, um no Rio Grande do Norte e dois no Rio Grande do Sul. Os outros já existentes, em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia, continuarão recebendo voluntários. Para a coordenadora do Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais da Unifesp, Lily Weckx, a decisão da Anvisa prova que a vacina é segura.

*Com informações da repórter Letícia Santini