TJSP condena Prevent Senior a pagar R$ 1,9 milhão a família de paciente com Covid-19

Rede hospitalar deu apenas o ‘kit covid’ a Carlos Alberto Reis, com remédios sem eficácia comprovada contra o novo coronavírus, e não o encaminhou para a UTI quando era necessário

  • Por Jovem Pan
  • 30/09/2021 10h32 - Atualizado em 30/09/2021 11h13
Prevent Senior/DivulgaçãoEmpresa não teria internado paciente que precisava e o tratou apenas com o 'kit covid'

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) condenou a Prevent Senior a pagar mais R$ 1,9 milhão a família de paciente internado em hospital da rede com Covid-19 e tratado apenas com o ‘kit covid’, quando precisava ser internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Na decisão, o juiz Guilherme Santini Teodoro cita um relatório médico no qual se baseou para afirmar que há “elementos indicativos de falha em atendimento medico hospitalar”. O paciente Carlos Alberto Reis foi internado com o novo coronavírus, recebeu o kit covid e não foi encaminhado para a UTI, o que era recomendado pela gravidade da situação, descrita como “quadro de insuficiência respiratória, instabilidade hemodinâmica, sepse, piora progressiva e falta de bloqueador neuromuscular necessário para adequada ventilação”. O paciente, segundo a decisão judicial, foi transferido para o hospital Albert Einstein por opção da famiília, por ser o único com UTI disponível em março deste ano. Carlos Alberto teve alta após um longo período de tratamento. O juiz determinou que o valor de R$ 1.926.399,65 seja depositado na conta da família no prazo de cinco dias com objetivo de custear o tratamento fora da rede credenciada. A decisão é liminar e cabe recurso. Em nota, a Prevent Senior disse que irá recorrer da decisão.

*Com informações da repórter Carolina Abelin