TSE firma nesta quarta parceria com Facebook e WhatsApp para conter fake news nas eleições

O programa já conta com mais de 50 parceiros, entre partidos políticos e entidades públicas e privadas

  • Por Jovem Pan
  • 30/09/2020 05h55 - Atualizado em 30/09/2020 09h59
WALLACEMARTINS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOPara o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, a disseminação das fake news contribui para a "degeneração da democracia brasileira".

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) assina nesta quarta-feira, 30, uma parceria com o Facebook e o WhatsApp para combater a desinformação durante as eleições municipais. Nesta terça-feira, o TSE firmou um acordo com empresas de telecomunicação para permitir acesso gratuito ao site da Justiça Eleitoral até o fim do pleito. A intenção é facilitar a busca por dicas de cuidados sanitários para o dia da votação, sanar dúvidas frequentes do eleitor, como documentos aceitos e ordem de votação, e checagem de notícias sobre o processo eleitoral.

Para o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, a disseminação das fake news contribui para a “degeneração da democracia brasileira“. O Programa de Enfrentamento à Desinformação do TSE com foco nas Eleições 2020 já conta com mais de 50 parceiros, entre partidos políticos e entidades públicas e privadas.

*Com informações da repórter Nanny Cox