Venda de carros usados atinge maior patamar desde 2004

Desabastecimento de peças na indústria automotiva, que afeta a produção e deixa concessionárias sem veículos zero quilômetro, explica a valorização dos seminovos

  • Por Jovem Pan
  • 10/09/2021 07h04 - Atualizado em 10/09/2021 10h51
PixabayA cada veículo novo comercializado, 6,8 usados foram negociados em agosto

As vendas de carros usados atingem 10 milhões de unidades de janeiro a agosto, o maior patamar desde 2004 no Brasil. O desabastecimento de peças na indústria automotiva, que afeta a produção e deixa concessionárias sem veículos zero quilômetro, explica o bom desempenho do setor e a valorização dos seminovos. Nos segmentos de automóveis e comerciais leves, a cada veículo novo comercializado, 6,8 usados foram negociados em agosto, maior marca desde o início da série histórica da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). No acumulado do ano até agosto, as transações de usados somaram 10.234 unidades, um aumento de 48% sobre o mesmo período de 2020. Somente no mês passado, o mercado vendeu 1,4 milhão de unidades. A Fenabrave avalia que a atual oferta de crédito também ajuda nos negócios e os modelos com até 3 anos de fabricação representaram 13% do volume comercializado em agosto.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos