Ex-apoiadora de Bolsonaro cita ‘decepção’ com presidente: ‘Age como se fosse rei’

  • Por Jovem Pan
  • 11/06/2020 11h54
Reprodução/InstagramUm dia após confrontar presidente em Brasília, Cris Bernart conversou com a bancada do Morning Show

Um dia após confrontar o presidente Jair Bolsonaro em Brasília, a integrante do Movimento Brasil Livre (MBL) Cris Bernart conversou com a bancada do Morning Show sobre os motivos que a fizeram se decepcionar com a atual gestão do governo federal.

“Eu apoiei o Bolsonaro na época de campanha, fiz vídeos, perdi amigos, só que fui vendo que ele não era bem quem eu pensava, ele teve atitudes que falava que não ia fazer. Fui desgostando do governo e sempre cobrava isso nas redes sociais, tanto que boa parte da ala bolsonarista me bloqueou no Twitter”, disse em entrevista nesta quinta-feira (11).

Cris, que é atriz e assessora do vereador Fernando Holiday (Patriota), citou uma “sensação de traição” ao ver atitudes de Bolsonaro contrárias às prometidas em campanha. A ruptura, no entanto, veio com a pandemia do novo coronavírus.

“Para piorar é o jeito com o que ele está lidando com a Covid e com as mortes. Eu fiquei muito tocada cada vez que fui vendo as pessoas morrendo, famílias chorando e todo mundo em desespero. E ele, como chefe da nação, simplesmente leva como uma ‘gripezinha’, em meio a manifestações como se fosse rei. Me parece um pouco debochado”, desabafou.

A atriz também citou “fanatismo” por parte dos apoiadores de Bolsonaro. “Tudo que ele criticava, começou a fazer. E as pessoas ficaram cegas, o fanatismo cegou muitas pessoas, assim como foi na época do PT. Me senti traída e achei que tinha que ir lá falar.”