Você é doador de orgãos? Especialistas tiram dúvidas para perder o medo de salvar vidas

  • Por Jovem Pan
  • 03/09/2019 12h31
Jovem PanEspecialistas tiraram principais dúvidas sobre o assunto no programa desta terça-feira

Além da amarela, setembro também levanta a bandeira de cor verde para conscientizar sobre a doação de órgãos no Brasil. Para sanar as dúvidas mais comuns sobre o assunto, o Morning Show desta terça-feira (3) conversou com médico-cirurgião André Ibrahim David, membro do Departamento de Transplante de Fígado da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, e com o ativista Bruno Saike, idealizador da ação #JUNTOS.

Para Bruno, é importante desmistificar a doação de órgãos e principalmente debater o assunto ainda em vida pois não existe um cadastro para doadores.

“Batemos na tecla que a doação de órgãos é cultural. Na hora do luto, tentar colocar na cabeça da pessoa [o tema] depois dela lidar com tanta coisa negativa, não é o melhor momento. Isso é antes porque é um processo”, explicou.

Além da dificuldade em se abordar o assunto, a desinformação também atrapalha os profissionais que tentam incentivar essas doações.

“Não só fake news, mas quando pipoca uma notícia que fale que em determinado lugar uma pessoa foi sequestrada para ter os órgãos roubados, isso acaba manchando toda uma luta de conscientização”, disse Saike.

O dr. André também lembrou de quando foi incluído no RG que o portador era doador de órgãos, algo que perdeu vigência pelo temor da sociedade sobre o tema.

“Naquela época se assumiu que o Brasil iria aceitar a doação presumida, todo mundo é doador até que você se coloque como não doador. Isso foi muito ruim porque a sociedade não estava preparada para isso”, contou.

“Temos que respeitar muito porque cada um tem o seu pensamento, sua individualidade. A campanha é para quem está realmente em condições de ajudar e chegar na família e conversar. Fica mais fácil quando você já conversou sobre isso, mas ninguém conversa sobre morte no jantar”, completou o médico.

Confira a entrevista na íntegra: