Roberto Jefferson compara Moro a Brutus: ‘Ele é traíra’

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2020 11h32
Valter Campanato/Agência BrasilRoberto Jefferson participou do Morning Show nesta terça-feira (12)

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, afirmou, em entrevista ao Morning Show nesta terça-feira (12), que o ex-ministro da Justiça Sergio Moro traiu o presidente Jair Bolsonaro.

“Moro é um grande traidor, foi como Brutus”, disse Jefferson, em referência a um dos assassinos de Júlio César no Império Romano. “Ele é traíra, não é grande herói da pátria conversa nenhuma”, continuou.

Para o ex-deputado, a saída de Moro do governo federal mostra que o ex-juiz é vaidoso. “Moro trairia o Bolsonaro pela vaidade. Ambição política e vaidade”, disse, ressaltando que o agora ex-ministro pode concorrer contra o presidente nas eleições de 2022.

Jefferson ainda criticou a atuação de Moro no Ministério da Justiça e afirmou que a Polícia Federal “parou” no período em que ele estava no comando da pasta. “Ele se achou o rei com o Ministério da Justiça, o presidente Bolsonaro não podia ter nenhuma gerência.”

Bolsonaro

Defensor de Jair Bolsonaro, Roberto Jefferson voltou a falar que há uma tentativa de golpe contra o presidente. Ele acusou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de comandar a movimentação.

O ex-deputado afirmou que o Supremo Tribunal Federal (STF), sob ordens externas, quer derrubar Bolsonaro. “O Supremo foi aparelhado pelo PT e pelo PSDB e recebe ordens políticas do Fernando Henrique e do Lula“, denunciou.

Depois de ter falado sobre o suposto golpe, inclusive em entrevista ao programa Os Pingos nos Is, Roberto Jefferson acredita que desmobilizou os detratores do presidente. “O Fernando Henrique estava orquestrando o impeachment, mas com essas entrevistas que dei houve uma reação grande do eleitorado do Bolsonaro”, disse.

Agora, o presidente do PTB quer que Jair Bolsonaro volte ao partido e dispute as eleições de 2022 pela legenda. “Quero convidar o presidente Bolsonaro a voltar ao PTB”, antecipou. “Terei o maior prazer que ele volte ao PTB para que dispute pela nossa legenda histórica sua reeleição”, disse o ex-deputado.