‘Xuxa levanta cortina de fumaça para encobrir livro LGBT para crianças’, diz Sikêra Jr.

Em entrevista ao Morning Show, apresentador critica campanha ‘Zoofilia é crime’, lançada por Xuxa em represália ao seu programa

  • Por Jovem Pan
  • 28/10/2020 12h40
Divulgação/RedeTV!Por acusações contra Xuxa, Sikêra Jr. foi denunciado ao Ministério Público de São Paulo

A briga envolvendo Xuxa Meneghel e Sikêra Jr. está tomando as redes sociais e gerando conflito entre o público e os artistas desde a última semana. A polêmica teve início quando o apresentador exibiu em seu programa, o “Alerta Nacional”, uma notícia sobre um fazendeiro que havia “traído” sua esposa cometendo estupro com uma égua, o que configura crime de zoofilia. Durante a transmissão, Sikêra deu risadas e realizou uma simulação do ato com sua equipe. Após a performance, Xuxa decidiu se pronunciar nas redes sociais e não poupou críticas ao programa. A partir do episódio, o bate-boca entre os apresentadores se intensificou e Sikêra Jr. rebateu a “rainha dos baixinhos” ao vivo, durante outra edição do “Alerta Nacional”, criticando o livro escrito por ela “Maya: bebê arco-íris” e a associando à pedofilia. Devido às acusações, Sikêra foi denunciado ao Ministério Público de São Paulo. Ela, por sua vez, reuniu diversos artistas e lançou a campanha “Zoofilia é crime, não piada!”, que viralizou na internet.

Em entrevista ao programa Morning Show desta quarta-feira, 28, o apresentador esclareceu a desavença. “Minha intenção ao encenar o caso foi denunciar. Há um ano e oito meses, meu trabalho é denunciar os maus tratos sofridos pelos animais. As vezes, durante o programa mesmo, ligamos para os delegados ou pedimos ajuda da população para encontrar e identificar os agressores. Desta vez, estão esquecendo de incriminar o homem que estava pegando a égua e estão jogando a situação nas minhas costas. Zoofilia é crime, por isso denunciei. Eles cortaram a reportagem e pegaram um trecho em que parece que estávamos rindo da encenação do jumento, mas na verdade fazíamos piada sobre a continuação da imagem, quando a esposa bate no marido”, afirmou.

Ainda durante a conversa, Sikêra Jr. voltou a criticar a Xuxa e os outros artistas que participaram da campanha. “As meninas lançaram essa campanha porque estão sem nenhuma hashtag para levantar, não tem mais a #FogoNaAmazônia ou a #FogoNoPantanal.” O apresentador alegou que o movimento promovido pelas artistas estaria sendo usado para encobrir o lançamento do livro da Xuxa e as denúncias contra Marcius Melhem. “Todas estão caladas sobre os casos de agressão e abuso envolvendo o Marcius. Agora eu quero ver elas lançarem a hashtag ‘mexeu com uma, mexeu com todas’. Essa campanha é uma cortina de fumaça para esconder o colega delas e o livro LGBT que a Xuxa quer lançar para as crianças. Quando estes casos acontecem do lado delas, é arte. Quando acontecem do meu lado, é ódio”, concluiu.

Confira a entrevista com Sikêra Jr.: