‘Voto em qualquer um contra Bolsonaro, inclusive no Lula’, diz Tabata Amaral

Em entrevista ao Morning Show, a deputada federal afirmou que governo federal foi ineficiente com a pandemia, meio ambiente e educação

  • Por Jovem Pan
  • 10/12/2021 12h34
Reprodução/Jovem Pan Tabata Amaral no estúdio do Morning Show Tabata Amaral, deputada federal pelo PSB, foi a convidada do programa Morning Show desta sexta-feira, 10

Nesta sexta-feira, 10, o programa Morning Show, da Jovem Pan, recebeu a deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP). Questionada sobre a união de seu partido com a possível candidatura de Lula nas eleições de 2022, a parlamentar afirmou que ainda não há um apoio certo para o primeiro turno, mas votaria em qualquer político contra Jair Bolsonaro no segundo. “Eu voto em qualquer pessoa contra o Bolsonaro, no Lula, inclusive. O Bolsonaro não só é extremamente corrupto, como é responsável por centenas de milhares de mortos, tem um governo criminoso na pauta da educação. Sou muito firme no combate à corrupção”, disse. “Não acredito em anular votos, fui escolhida para tomar decisões difíceis que me custam muito pessoalmente. A gente trata como se o Bolsonaro não fosse extremamente corrupto, a gente está falando da pessoa da Vale do Açaí, das ‘rachadinhas’ e das interferências na Polícia Federal. Soube de toda corrupção envolvendo as vacinas e não fez absolutamente nada.”

Alvo de críticas de José de Abreu em postagens nas redes sociais, Tabata desabafou sobre os ataques que sofreu. Segundo ela, o MBL iniciou uma onda de fake news sobre seu repertório político que acabou sendo continuada por partidos de esquerda. “Eu não fui financiada por nenhum grande empresário e não teria problema se fosse. Muitos colegas foram para os Estados Unidos, nenhum é marionete de ninguém. No meu caso, foi uma bolsa de faculdade. Tenho muito respeito pelo Lemann, pelo trabalho dele. Essa fake news surgiu no MBL e logo foi incorporada pela esquerda. É muito conveniente nesse mundo machista dizer que tem um homem mais velho mandando nas ideias dessa menina. Na hora que falam que estou a mando de um grande empresário, você desqualifica tudo o que sai da minha boca, toda minha luta, todo o meu esforço para vir da periferia, de uma ocupação, e ter chegado onde eu cheguei.”

Tabata Amaral ainda opinou sobre o embate entre o Judiciário e o Executivo. Para ela, a crise com o STF afeta economicamente a população mais vulnerável. “Obviamente, todo mundo tem crítica em relação a tudo. A gente esquece o custo que isso tem para o nosso Brasil. Na hora que o Bolsonaro vai lá e sobe o tom de novo, faz um ataque ao Judiciário, isso custa. Faz com que a inflação aumente, com que as pessoas se desiludam do nosso Brasil, impacta as pessoas mais pobres. Todo mundo está falando do impacto na democracia, mas qual é o impacto na vida das pessoas que estão sofrendo? Essa briga e esses ataques têm um custo muito alto para o povo.”

Confira na íntegra a entrevista com Tabata Amaral: