Ana Paula: CPI precisa questionar a Dimas Covas falas equivocadas de Doria sobre CoronaVac

Diretor do Instituto Butantan vai falar na CPI da Covid-19 nesta quinta-feira, 26; nove governadores foram chamados para comissão, mas tucano de SP ficou de fora da lista

  • Por Jovem Pan
  • 26/05/2021 19h21 - Atualizado em 26/05/2021 21h18
EFE/ Sebastiao MoreiraJoão Doria não foi convocado para CPI da Covid-19 até o momento

A CPI da Covid-19 aprovou nesta quarta-feira, 26, a convocação de nove governadores e chamou novamente o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e o atual ministro Marcelo Queiroga para depor diante dos senadores. Serão ouvidos Wilson Lima (PSC), do Amazonas; Ibaneis Rocha (MDB), do Distrito Federal, Waldez Góes (PDT), do Amapá; Hélder Barbalho (MDB), do Pará; Marcos Rocha (sem partido), de Rondônia; Antônio Denarium (PSL), de Roraima; Carlos Moisés (PSL), de Santa Catarina; Mauro Carlesse (PSL), do Tocantins; e Wellington Dias (PT), do Piauí, que preside o consórcio do Nordeste. O ex-governador Wilson Witzel (PSC), do Rio de Janeiro, que sofreu impeachment neste ano por fraudes na saúde também deverá comparecer à CPI. Por enquanto, os parlamentares desistiram de convocar o atual titular do Estado do RJ, Cláudio Castro (PSC). Os senadores chamaram, ainda, o empresário Carlos Wizard e representantes da empresa de oxigênio White Martins. A CPI também ouvirá Arthur Weintraub, ex-assessor do presidente Jair Bolsonaro e irmão do ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub. A sessão desta quarta-feira só foi iniciada após uma reunião a portas fechadas com todos os integrantes do colegiado. O senador Eduardo Girão (Podemos-CE), foi um dos que reclamou do fato de que prefeitos não serão convocados no momento.

A comentarista do programa “Os Pingos Nos Is”, da Jovem Pan, Ana Paula Henkel, lamentou que este tenha sido mais um dia no qual aqueles que foram escolhidos para representar os brasileiros de maneira honrosa no Congresso tenham se envolvido em bate-bocas, “falácias” e “narrativas”. “Vamos ver até onde esse escopo que conseguiu colocar de última hora governadores e prefeitos chega, já que obviamente o maior pedaço dessa CPI em que a nação está interessada é o que aconteceu com os bilhões de reais que saíram dos cofres federais e foram para os Estados e municípios”, opinou. Ela considerou que o depoimento do diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, que falará nesta quinta-feira, 26, será importante para que dúvidas sejam esclarecidas. “Existem perguntas, que eu espero que sejam feitas, que trazem tanto a pertinência ao Instituto Butantan quanto ao governador do Estado de São Paulo, João Doria, que ainda não foi chamado aí, não sei se será chamado para esta CPI”, afirmou. Ana Paula lembrou de falas equivocadas do governador tucano, como quando disse, em setembro de 2020, que a CoronaVac tinha 98% de eficácia em idosos, número que se mostrou inferior a isso em estudos mais recentes.

Confira o programa “Os Pingos Nos Is” desta quarta-feira, 26, na íntegra: